Se for necessário escolher entre ter razão e ser feliz eu fico com a segunda opção

Hoje eu completo mais um ano de vida, E é com o coração cheinho de gratidão que eu recebo mais um capítulo todinho em branco para que eu possa da continuidade a minha história.

Tenho muito orgulho da mulher que eu sou hoje. “Quem vasculhar minha infância não vai encontrar nenhuma pista se quer da pessoa que me tornei.”

Aprendi que quando a gente direciona os nossos olhos em uma determinada direção eles não tem como olhar em outro sentido, a única opção que resta é enxergar o que foi determinado por nós. Dessa maneira também acontece com os nossos ouvidos, quem determina o que será audível é agente mesmo, os nossos sentidos estão sobre o nosso comando e quem dá o direcionamento somos nós. Se a gente tiver um pouco de autocontrole e de bom senso a gente escolhe sim o lado da vida que a gente quer olhar, quando a gente olha para o abismo o abismo olha de volta para gente.

Vamos usar os nossos sentidos para atividades que nos acrescentem, vamos dar aos nossos olhos coisas bonitas de se ler e se ver. Vamos dar aos nossos ouvidos a oportunidade de ouvir o que nos inspire. Que a gente use a nossa voz para algo proveitoso e edificante para as nossas vidas e para vida dos que nos cercam.

E é direcionando os meus sentidos que eu inicio esse novo ano, a vida é preciosa e passa num piscar de olhos.

O tempo passa e tudo muda, entre escolher ter razão e ser feliz eu fico com a segunda opção.

 

A frase que está em destaque eu recebi pelo whatsApp como autor desconhecido, se alguém souber o autor ficarei muito grata em poder dar os devidos créditos. 

Mãe de Hoje