Amor de mãe vem do coração, ele não vem dos seios ou da mamadeira.

Amamentar é um ato de amor, é um contato profundo entre mãe e o seu bebê, é uma ternura imensa. É o amor em forma líquida, e a troca de olhares….

Opa, mas perae,  eu não amamentei vivi e vivo tudo isso com o meu filho!

Quem foi que disse que quem não amamenta não ama ou não transmite amor ao seu filho enquanto o alimenta?

Amamentar sempre foi o meu desejo, assim como o parto normal. Nada disso foi possível, com 32 semanas eu tive um quadro de Pré-eclâmpsia e fui submetida a cesárea de emergência. Todos os bebês precisam de leite materno e pricipalmente os prematuros, Nos primeiros dias de vida ele recebeu o meu leite, mas infelizmente após o parto eu tive algumas complicações ainda decorrentes da pré-eclampsia que interromperam em definitivo o processo de amamentação. Hoje se passaram 20 meses, Luca é um menino alegre e esbanja saúde.

Eu tenho plena convicção que o meu amor pelo filho não é menor pelo fato de eu não te-lô o amamentado, eu não tenho a menor dúvida de que criamos e continuamos criando laços sólidos de afetividade. Nunca em nenhum momento sofremos prejuizos afetivos por esse motivo. Não acho que esses discursos de vincular o amor materno a amamentação seja justo com mães que assim como eu que não tiveram a oportunidade de amamentar. Vamos dar um basta!

Eu tive parto cesárea e tenho pelo meu filho um amor incondicional. Se você diferente de mim trouxe o seu filho ao mundo através de um parto normal eu tenho certeza que você ama o seu filho

Eu não amamentei o meu filho e o amo desmedidamente, da mesma maneira que você que amamentou ama o seu.

Eu cuido do meu filho em tempo integral, não tenho ajuda e ele não vai a creche, eu amo meu filho. Se você trabalha fora por opção ou por necessidade e se o seu filho vai a creche ou fica com babá, ou ainda se você não trabalhe mas optou por ter ajuda em casa ou se o seu filho vai a escolinha, você ama o seu filho.

Aliás, não faz nenhuma diferença para mim se você teve a oportunidade de escolher o seu tipo de parto ou não, se vai ter parto normal ou cesárea, se vai amamentar 3 anos, ou 3 dias. A única coisa que eu desejo é que eu te respeite, que você me respeite e que dessa maneira nós possamos ensinar o respeito aos nossos filhos!

Porque o amor de uma mãe vem do coração, ele não vem dos seios ou da mamadeira. Ele não vem de uma cicatriz cirúrgica. Ele não vem por você abrir mão da sua carreira ou não. O amor de mãe é algo muito maior do que tudo isso.

Amor de mãe é amor de mãe e ponto!

 

PS: O leite materno é sim a melhor, mais saudável, mais barata forma de alimentar o seu filho. Sou ciente disso e acho importante as campanhas de de conscientização da amamentação para que todas as futuras mamães conheçam a sua importância.

Mãe de Hoje