A maternidade é a maior experiência de autoconhecimento que eu já vivi.

Há quase vinte meses, eu não tinha a menor ideia do que seria esse amor, pelo menos não na intensidade que ele é, a matemática nunca foi o meu forte, mas mesmo que fosse eu não teria como explicar algo que já é tão imenso, mas que mesmo assim se multiplica de maneira colossal a cada momento. E ali coladinho com esse lindo amor eu conheci os temores, são muitos os medos que acompanham a vida de uma mãe: medo que eu te falte, medo de errar, medo que você adoeça, medo de estar fazendo tudo errado, medo que você sofra, medo de perder, medo que te façam mal…

A sua chegada traçou uma divisória na minha vida, a Cintia que eu era antes da sua existência  ficou no passado, ter recebido a grande benção de trazer você ao mundo me encheu de responsabilidade  Cada decisão diária tornou-se uma reflexão, passei a buscar informações, a ler mais, a ouvir mais. E hoje descobri que quanto mais pesquiso menos eu sei, quanto mais eu escrevo mais eu tenho a dizer.

Eu hoje batalho diariamente contra os minhas próprias fraquezas, a luz que você trouxe para minha vida me permite enxergar algumas coisas que antes eram imperceptíveis, estavam muito bem escondidas dentro do meu eu, foram necessárias muitas viagens, muitas idas e vindas, que resultaram em grandes mudanças. Toda transformação dá trabalho, e não tenho dúvidas que ficar ali no cantinho curtindo uma preguiça ao primeiro instante parece mais atraente, a vontade de deixar tudo quieto e não enfrentar o que nos assombram parece ser o caminho mais fácil. Mas é olhando nos seus lindos e brilhantes olhinhos que eu vejo o quanto você precisa de mim. E entendo que eu preciso ser para poder te oferecer.

A maternidade é a maior experiência de autoconhecimento que eu já vivi, é o espelho da minha alma.

Te agradeço meu filho, você me colocou e me coloca em vários desafios pelo simples fato de você ter nascido. A gente não vive uma vida de comercial de margarina, nem tudo é lindo e maravilhoso, tem dias de saco cheio, tem dias de muito sono, tem dias qua a gente acha que não vai dar conta,  tem hora que a gente simplesmente não sabe o que fazer. Mas estamos juntos, vivendo o desconhecido, e isso é bom!

Nós não sabemos o que econtraremos dobrando a esquina, mas ter você na minha vida me fez duplicar a minha fé, a pensar mais, a trabalhar  quem eu sou onde estou, o que eu quero ser e onde quero chegar. E isso me torna uma pessoa melhor, não apenas para mim mesma, mas para o mundo,  e principalmente para você.

Não tem como ser mãe e não passar a olhar para humanidade com outros olhos, nós criamos o nossos filhos para o mundo e desejamos que o mundo esteja tão bem cuidado e preparado, na mesma medida que a gente cuida e prepara os nossos pequenos. Meu filho, a minha urgência por um mundo melhor e por pessoas mais éticas e generosas cresceu imensamente depois do seu nascimento.

Hoje quase após vinte meses do seu nascimento, eu me sinto privilegiada por ter você na minha vida. Tenho um imenso orgulho em poder estar ao seu lado e te acompanhar por essa caminhada,  e sinto uma alegria igualmente imensa em que você exista.

Com amor.

Mamãe