Aqui em casa criança tem querer, e na sua?

A educação de um filho é de total responsabilidade dos pais. E desde o dia que me descobri grávida tenho trabalho duro nisso. E esse processo começa desde a gravidez, a preparação dessa mãe e desse pai é parte importante da criação e educação. Há 26 meses esse tem sido o meu desafio diário, e é com muito prazer que o faço.

Dentre os pilares de sustentação de uma familia, o respeito é muito bem estabelecido na minha. Eu optei a educar o meu filho de forma respeitosa, e eu trato ele como um ser humano que ele é, dessa maneira, eu sigo respeitando os seus limites, respeitando as suas vontades, respeitando as suas necessidades.

Eu ensino diáriamente ao meu filho que ele tem querer, mas que nem sempre esse querer é possível. E faço questão de que ele entenda que todo mundo tem querer, pois quando a gente vive em sociedade é exatamente asim que funciona, ou pelo menos deveria funcionar. E é minha função ensinar ao meu pequeno, que a gente deve compartilhar esses quereres, pois não dá para todos terem tudo o que querem o tempo todo, e se a gente souber dividir todo mundo consegue realizar um pouquinho que seja do seu querer.

Não, eu não tenho certeza se estou certa, mas a certeza que eu tenho é que ele está recebendo valores sólidos do que é ser um cidadão de bem, e não menos importante que isso, ele está sendo educado para ser coerente com ele mesmo.

Eu não acredito jamais na lei do domínio do mais forte sobre o menor e mais fraco, e é com muita fé na mudança da geração que estou criando, que eu sigo a minha caminhada com o coração cheio de esperança.

Se você exerce essa maternidade de maneira onde o mais forte tem sempre o domínio do mais fraco, gostaria de te lembrar que o mais forte um dia também envelhece, e aquele mais fraco de hoje, será o próximo maior e mais forte de amanhã…

 

3 Replies to “Aqui em casa criança tem querer, e na sua?”

  1. Amei, Cintia! E super concordo com vc… temos que respeitar para sermos respeitados! E nossos filhos não são robos, são seres humanos! Nós somos os exemplos deles todos dias.

  2. Vânia Freitas says:

    Concordo com vc. Aqui em casa também fazemos questão de mostrar ao nosso “pequeno” que ele é uma pessoa com direitos e deveres que são respeitados desde sua concepção.

  3. Muito interessante. Se grande parte dos pais e principalmente as mães ou quem fica maior parte do tempo com nossas crianças praticarssem esse pensamento o mundo seria muito melhor.

Comentários fechados.